You are currently viewing Saiba como o mercado reagiu ao Dia das Mães

Saiba como o mercado reagiu ao Dia das Mães

O Dia das Mães é um evento muito importante no calendário dos lojistas do setor de beleza. Isso porque é um ótimo momento para aumentar sua base de clientes e vender mais.

Neste ano, os segmentos de Farmácia/Saúde e Beleza alcançaram os TOP2 e TOP3 respectivamente na categoria de visitas antes e durante o evento, segundo pesquisa da All in, empresa especializada em comportamento e consumo.

A maioria das lojas foi mais visitada nas duas semanas que antecederam o Dia das Mães. Diferente de 2020 e 2021, as visitas não ficaram somente para os últimos dias, pelo contrário, o maior pico ocorreu no início da semana do evento. Mesmo assim, houve um crescimento no tráfego desde a primeira semana do mês devido às campanhas de marketing para chamar atenção dos clientes.

Destaques da pesquisa

– Compras na data crescem 25%.

– Os chats dos sites é responsável por 20% da preferência dos consumidores no que se refere ao atendimento.

– Mais de 90% dos consumidores preferem pagar com cartão à vista.

– Vendas por mobile representou 75% em todo o período do evento.

– Pizza foi a categoria mais pedida no delivery no Dia das Mães.

Visitas por dispositivos

Diferente de 2021, quando o desktop foi o dispositivo mais usado pelos consumidores para acessar as lojas virtuais, em 2022, 57% dos consumidores preferiu utilizar o celular para pesquisar produtos.

Curiosamente, a região Sul do Brasil recebeu muito mais pedidos por loja do que as outras regiões, deixando o Sudeste em segundo lugar.

Vendas no período

Um bom momento para as vendas ocorreu entre os dias 2 e 5 de maio, na semana do evento. A taxa de recompra foi de quase 4%. Na hora de dar suporte aos clientes, os chats das lojas virtuais se mostraram mais relevantes, enquanto o WhatsApp registrou queda. Já o contato por e-mail continuou em baixa.

O faturamento registrado no período do Dia das Mães foi de R$ 6,4 bilhões, com redução de 4% comparado a 2021. Houve queda também em relação ao ticket médio do pedido. O valor do frete aumentou quase 2%, enquanto a opção de frete grátis caiu 3%.

A pesquisa revelou também que o meio de pagamento mais utilizado é o cartão de crédito (62%), seguido pelo boleto (34%) e Pix (2%).