Há não muito tempo atrás, marcas dos mais diversos segmentos buscavam artistas (ou, pelo menos, gente bastante conhecida e de credibilidade) para fazer a propaganda de seus produtos. E, funcionava muito.

Os consumidores associavam o artista ao  produto em si, e quanto mais famoso, mais as vendas cresciam. Era uma via de mão dupla, já que o astro em questão tinha mais um veículo de visibilidade.

O tempo passou, e hoje as marcas estão buscando os chamados influenciadores digitais, que fazem as vezes dos artistas de antigamente. Mas, como fazer as melhores parcerias com essas pessoas nos dias de hoje? É o que vamos mostrar a seguir.

Afinal, quem são esses tais de influenciadores digitais?

Também chamado de digital influencer, esse profissional bastante recente nada mais é do que um formado de opinião sobre um determinado tema, e como o próprio nome indica, possui uma plataforma na web para emitir suas opiniões.

Pode ser um youtuber (dono de um canal no YouTube), um blogueiro (escritor de um blog), tanto faz. Os influenciadores digitais, a depender da demanda do público por certo assunto, pode alçar essas pessoas a status de celebridades, repletos de admiradores e seguidores.

E é aí que entra a possibilidade de fazer parcerias com esses influencer para atrair mais público. De acordo com uma pesquisa da Nielsen, por exemplo, cerca de 84% do público toma suas decisões (principalmente do que consumir) baseado na opinião de fontes que sejam confiáveis e bem próximas.

E, “bem próximas”, leia-se: “pessoas como o público que compram o que ele compra, e tem os mesmos gostos”. Ou seja, os digital influencers. E, pelo fato da internet ser ampla, o perfil desses influenciadores é vasto, e pode cair em cheio em determinado nichos de consumidores.

Tipos de influenciadores

Dentro dessa seara de influenciadores na web, podemos dizer que existem dois tipos bem distintos:  a celebridade e o nativo digital. Estes últimos são, via de regra, web influencers que começaram nas redes sociais, e foram conquistando público aos poucos.

As celebridades, por sua vez, são simplesmente artistas e pessoas públicas que acabaram ficando conhecidas em outros meios de comunicação, mas também conseguem direcionar a opinião de seus seguidores e público em geral.

Como já dissemos anteriormente, de acordo com pesquisas, são justamente os nativos digitais que possuem maior influência emocional nas pessoas, pois, geralmente, são mais espontâneos, e geram mais empatia com o público.

E, são eles que muitas empresas (especialmente, as de e-commerce) estão fazendo parcerias altamente lucrativas, pois, como são pessoas bastante conhecidas e com opiniões respeitadas no meio de atuação, instituições que se juntam a eles, certamente, possuem mais credibilidade.

Como fazer ótimas parcerias com os digital influencers?

Primeiro de tudo, é necessário ter uma visão estratégica dessa questão. Por exemplo, analise qual o público que o influencer com o qual você quer fazer uma parceria alcança. ]

Obviamente que se a sua loja é de cosméticos, a pessoa precisa ter um canal que fale especificamente sobre esse tema.

Ou seja, é importante buscar digital influencers que estejam em perfeita sintonia com a sua marca, e que tenham (claro) seguidores que estejam no público-alvo que você atingir.

É preciso também avaliar bem esses possíveis novos parceiros, que precisam ter, entre outras coisas, ética profissional e um processo criativo constante. Claro, ele também tem que entregar a ação no prazo necessário.

Perceba até coisas, por exemplo, como: ele ou ela falou mal de sua marca nas redes sociais, ou mesmo tem alguma relação muito particular com a concorrência?

Claro, é necessário que o influenciador também ganhe com a parceria, já que o que ele busca é ampliar o seu público. Quando ele se alia a uma marca ou empresas em geral, é isso o que ele quer, de fato.

E, como procurar digital influencers?

Existe uma ferramenta muito interessante lançada pela especialista Airstrip, que se chama Airfluencers,e que, além de definir os objetivos de sua comunicação, ainda ajuda a encontrar influenciadores que sejam mais compatíveis com o ramo da sua empresa.

Nesse caso, o mais importante não é a quantidade de seguidores, mas o equilibro dessa questão com o engajamento da pessoa.

Fora isso, a forma mais prática de encontrar alguém é pesquisando mesmo. Cabe, por exemplo, seguir alguns deles nas suas respectivas redes sociais e analisar seus perfis (além de avaliar os seus seguidores também).

Inclusive, empresas de menor porte podem buscar influenciadores que aceitem uma espécie de permuta como pagamento. Ou seja, você envia produtos de sua empresa, e ele divulgar a sua marca caso julgue conveniente.

E é bom salientar que muitos digital influencers já deixam seus contatos nos seus canais para eventuais parcerias. Você pode até elaborar um kit junto com uma carta de apresentação, e enviar pra ele. Depois, marque um encontro, e alinhe alguns pontos, como expectativas, valores, etc.


Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.